Nosso trabalho é Show!

Composto por Fábio (voz e violão), Marcelle (voz e harpa) e Rafael Marcenes (violino), o Trio Amadeus surgiu em 2003 com a proposta de resgatar músicas eruditas de compositores consagrados tais como J.S.Bach, W.A.Mozart, G.Bizet, dando-lhes uma roupagem mais popular e contemporânea, através dos arranjos de guitarra, harpa e violão em substituição dos instrumentos nos arranjos tradicionais de uma orquestra. Em 2007, o então guitarrista Rafael Cheib saiu do grupo e em seu posto tomou lugar o violinista Rafael Marcenes, integrante atual. A partir de sua entrada, o grupo passou a incoroporar ao repertório de músicas populares e autorais, músicas medievais e de origem céltica além de clássicos do rock.

O primeiro CD do grupo foi lançado no segundo semestre de 2003 e contém músicas consagradas como “Papageno”, da ópera “A Flauta mágica” de W. Amadeus Mozart, “Habanera” da ópera “Carmen” de Bizet, “Ária da quarta corda” de J.S.Bach, além de canções populares de autoria própria.

Em sua carreira, o Trio Amadeus já se apresentou em diversas ocasiões, no Brasil e na Europa, e participou de eventos de grande relevância cultural , como as edições do Festival Internacional de Harpas[2] do Rio de Janeiro (RioHarpFestival[3]), onde em todos os anos tem sido o único representante de Minas Gerais, e das 8ª e 9ª edições do Projeto Música no Museu. Realizaram a abertura do IX Festival Internacional de Coros[4], ocasião na qual receberam Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete – MG. Inauguração da ONG francesa France Libertés Brasil com a presença da ex-primeira dama francesa Danielle Miterrand; além de várias solenidades oficiais. Na Mostra de Talentos da UFMG receberam Menção Honrosa. Foram a atração no Rio de Janeiro na comemoração dos 100 anos da Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar, responsável pelo Bondinho do Morro da Urca.

Em Portugal, apresentaram-se no Cassino Estoril, o maior da Europa, e em Paris e Praga, conquistaram uma excelente aceitação do público local.

Além disso, já realizaram shows para grandes empresas e instituições, como Fiat, Usiminas, Belgo Arcelor Mittal, Gerdau, Thyssenkrup, Minas Tênis Clube, Amagis, Rotary Club, Lyons Club, Asmare, CEMIG, Fundação Newton Paiva, PUC Minas[5], Ciências Médicas, Grupo Sim, TOTVS, Rede Pitágoras, Unimaster, Alert, Construtora Caparaó, CDL-MG, Centro Mineiro de Referência em Resíduo, Hospital Materdei,Cantata de Natal no Museu Inimá de Paula[6], Polo-BH, Governo do Estado de Minas Gerais, Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, Congresso da Medicina do Trabalho, Secretaria de Saúde do Estado de Minas Gerais, TJMG, Assembleia Legislativa, XV Grande Concerto de Natal de Teófilo Otoni, Abertura VI Congresso Nacional de Educadores de Santo Antonio de Jesus - BA, Solenidade de homenagem aos 50 anos do PIC, Feira da economia solidária, Congresso de Geriatria, Sinmed, Solenidade da Posse do Presidente do TJMG de 2012, em vários encontros da Magistra, Uniarp no evento SEAD de SC, Posse da presidencia da Associação Médica de Minas Gerais, Prefeitura e Câmara Municipal de Belo Horizonte, Conselheiro Lafaiete, Raposos, Sabará, Igarapé, Pará de Minas, Divinópolis, Nova Lima, Ipatinga, Itabira, Ouro Branco, Barbacena, São João del Rey, Juiz de Fora, Congonhas ; Fortaleza no Ceará, Trancoso, na Bahia, Dourados- MS, entre vários outros tipos eventos. Também participaram de concertos à frente de grandes orquestras, em diversas casas de shows e teatros, além de eventos particulares.

Na TV, surgiram como matéria no Jornal da Globo, Jornal Hoje, MG-TV e Globo Horizonte da Rede Globo. Fizeram participações nos programas Brasil das Gerais, Palco Brasil, Agenda e Jornal da Cultura da Rede Minas (TV Cultura). Também nos programa Viação Cipó da TV Alterosa (SBT), Sala de Cultura da TVC, ShowVip e nas emissoras TV Assembleia, TV Horizonte, Puc TV, TV Lafaiete, TV UFMG, Programa Arte no Ar, Questões de fé e Veja TV de Nova Iorque.

Atualmente se dedicam ao projeto Ekletica, que consiste na gravação de clipes de músicas conhecidas para a plataforma YouTube. Ekletica também é o nome dado à banda que acompanha o Trio Amadeus nas ocasiões em que o grupo se apresenta nessa formação maior.